Os Quatis

•3 | novembro | 2007 • 7 Comentários

Trailer Oficial do PES2008

•12 | outubro | 2007 • 1 Comentário

Lágrimas na calçada

•28 | setembro | 2007 • 1 Comentário

Frustrado porque a mãe não havia deixado ele ir num bailinho, o garoto senta-se na calçada e derrete-se em lágrimas. Um velhinho que ia passando, comovido com a cena, aproxima-se dele e pergunta:
– O que foi, meu filho? Por que você está chorando?
– Porque… sniff… porque eu não posso fazer o que os adultos fazem.
Então o velhinho sentou-se ao seu lado e começou a chorar também!

Bebê complicado

•28 | setembro | 2007 • 5 Comentários

Maria, no leito de morte, decidiu confidenciar ao marido:
– Manoel, sabes que o nosso filho mais velho não é teu filho?

Manoel, muito tranquilo, responde:
– Não tem problema algum…

Intrigada com a calma do Manoel, ela insiste:
– Escuta ó Manoel! Vê se entendes! Estou a dizer-te que o filho não é teu!
Ó homem de Deus!

E Manoel novamente responde:
– Pois, pois… eu entendi, ó Maria!

– Ai, Jisus! Por que raios então tu não estás azoado e ficas tão tranquilo?

Manoel responde:
– Pois… sabes ó Maria, que este filho não é tambaim teu filho?

Maria rebate:
– Como não é meu, se eu carreguei o infiliz na minha barriga por nove meses?

Manuel fala para a mulher:
– Maria, lembra-te quando tu estavas na maternidade e me pediste para trocar o menino, porque ele estava todo cagado? Pois baim… eu o troquei por um limpinho que estava ao lado…

Drible da Foquinha

•21 | setembro | 2007 • 1 Comentário

O Balão

•19 | setembro | 2007 • 1 Comentário

O pirralho estava brincando pelo apartamento com um estes balõezinhos de
festa de aniversário, tipo bexiga.
Chutava prá cá, chutava prá lá, até que o balão acabou entrando no banheiro
e foi cair justamente dentro da privada.
Ele chegou, espiou a bola molhada, ficou com nojo e deixou a danada ali mesmo.
Pouco tempo depois seu pai entrou para se “desocupar” e nem notou a bola.
Ficou ali, lendo, enquanto fazia o serviço. Ao terminar, olhou horrorizado para o vaso sanitário.
Suas fezes haviam coberto o balão e a impressão que se tinha era de um imenso, um absurdo, um gigantesco bolo fecal!
Sem acreditar naquilo, ligou dali mesmo, pelo celular, para o seu amigo que
era médico:
– Geraldo, eu enchi a privada de bosta. Nunca vi tanta merda assim na minha vida! Tá quase passando do limite do vaso! Acho que eu devo estar com algum problema sério!
– Que isso, Anselmo, cê tá exagerando!
– Que exagerando, o quê, meu!!! Eu tô olhando pra esse “merdel” todo agora! É um absurdo! Eu devo estar doente !!!
– Bom, eu já tava indo pra casa; aproveito e passo aí que é caminho !
O médico chega e vai direto ao encontro do amigo, que estava na porta do banheiro esperando.
– Olá, Anselmo, cadê o negócio que vo…………….. NOSSA MÃE DO CÉU!!!
O que é isso ????
– O que você comeu, criatura???
– Não falei ?! Agora tá acreditando, né?!
– Nossa! Isso é inacreditável!
– E então, será que eu tenho algum problema sério?!
– Olha, o melhor é eu pegar uma amostra desse cocozão e mandar para análise!
O médico saca uma pequena espátula e um frasco esterilizado de sua maleta e quando espeta o “bolo” para coletar uma amostra do material e………… BUMMM !!!!!!!!!!!
A bexiga estoura e voa merda pra tudo que é lado! Seguem-se instantes de absoluto silêncio. Os dois, embosteados, se olham e, estupefato, o médico berra:
– Puta que o pariu !!!! Eu achava que já tinha visto de tudo nesta vida, mas peido com casca, nunca !!!!!!

Tudo em dobro!

•16 | setembro | 2007 • 1 Comentário

A bicha está passeando numa praia deserta e de repente encontra uma lâmpada mágica com um gênio.
– Vou te satisfazer três desejos – diz o gênio. – mas tem uma condição. Tudo o que você me pedir, a sua pior inimiga vai receber em dobro.
A bichinha pensa, pensa, pensa e diz:
– Eu quero uma mansão e-nor-me!
Plim! Três mansões foram construídas! Uma para ela e duas para a sua rival.
– Agora eu quero um milhão de dólares!
Plim! Surgiram três milhões de dólares!
– Agora eu quero que você me bata até eu ficar meio morta!